O que é resolução 4K? Uma visão geral do Ultra HD

Se você está comprando uma TV ou atualizando para um console de última geração, provavelmente já viu termos como 4K e Ultra HD por aí. Vamos cortar o jargão e entender o que esses termos significam, e se eles são intercambiáveis.

É tudo uma questão de resolução

Comumente, 4K e UHD referem-se a uma resolução que é um passo acima de 1080p (ou “full HD”). Uma tela 4K UHD tem aproximadamente quatro vezes os pixels da geração anterior, o que cria uma imagem mais limpa e detalhada.

Uma TV de alta definição 1080p não é capaz de tirar o máximo proveito de uma imagem 4K UHD. Para ver os benefícios, você precisa verificar se a mídia que está consumindo está disponível em 4K UHD.

Felizmente, o 4K UHD está em toda parte, desde filmes e programas de TV até os videogames mais recentes. Você também pode comprar um monitor UHD 4K para o seu computador para muito espaço na tela e excelente qualidade de imagem. Seu smartphone provavelmente grava em 4K, mesmo que os grandes arquivos de vídeo não valham a pena em uma tela menor.

4K e UHD são diferentes

Apesar de serem usados ​​​​de forma intercambiável por fabricantes, varejistas e consumidores, 4K e Ultra HDR (UHD) não são a mesma coisa. Enquanto 4K é um padrão de produção definido pela Digital Cinema Initiatives (DCI), UHD é apenas uma resolução de tela. Os filmes são produzidos em DCI 4K, enquanto a maioria das TVs tem uma resolução compatível com UHD.

O padrão de produção 4K especifica uma resolução de 4096 x 2160 pixels, duas vezes a largura e o comprimento do padrão anterior de 2048 x 1080 ou 2K. Como parte desse padrão de produção, 4K também especifica o tipo de compactação que deve ser usado (JPEG2000), a taxa de bits máxima (até 250 Mbits por segundo) e as especificações de profundidade de cor (12 bits, 4:4:4).

O Ultra HD tem uma resolução de tela de 3840 x 2160 pixels e é usado na grande maioria das TVs modernas, mesmo naquelas anunciadas como compatíveis com 4K. Além do número de pixels na tela, não há especificações adicionais. As diferenças reais entre os dois formatos são a largura das imagens e as proporções.

Um filme produzido em 4K pode usar uma proporção de até 1,9:1, embora a maioria dos cineastas prefira 1,85:1 ou 2,39:1. Os videogames renderizados para telas de nível de consumidor usam a proporção UHD de 1,78:1 para preencher a tela.

É por isso que você continuará vendo o formato letterbox (barras pretas na parte superior e inferior da tela) ao assistir a filmes em sua nova televisão UHD. Como o UHD não especifica nenhum padrão adicional, televisores mais antigos com painéis de oito bits são anunciados como conjuntos UHD ao lado de novos monitores UHD de 10 bits (e os futuros de 12 bits).

Para piorar a situação, o Ultra HD também é usado para o chamado conteúdo 8K. Rotulado como “8K UHD” (em oposição a 4K UHD), refere-se a conteúdo com resolução de 7680 x 4320 pixels. Este salto de qualidade é enorme em termos de contagem geral de pixels. No entanto, levará um tempo até vermos conteúdo generalizado produzido para esse formato.

Simplificando, muitos fabricantes usam o termo “2160p” para descrever o conteúdo UHD regular, mesmo que não seja estritamente preciso em relação aos padrões de produção.

Coisas a considerar ao atualizar para 4K

É um ótimo momento para atualizar para uma TV UHD com capacidade de reprodução em 4K, pois a tecnologia amadureceu consideravelmente nos últimos cinco anos. Não só as telas UHD agora são muito mais baratas, mas também vêm com mais recursos. Existem painéis de 10 bits capazes de exibir conteúdo de alta faixa dinâmica que também possuem poderosos processadores de imagem integrados.

Para que o salto valha a pena, você precisará considerar o tamanho que deseja que sua tela seja e a que distância você se senta dela. De acordo com RTINGS, a atualização não vale a pena se você se sentar a mais de um metro e oitenta de uma tela de 50 polegadas. Você não pode ver os pixels dessa distância, de qualquer maneira, então você não se beneficiará do aumento da resolução.

Outra coisa que vale a pena considerar é se você assistir a conteúdo 4K suficiente para justificar a atualização. Blu-rays Ultra-HD oferecem a melhor experiência de visualização em casa, e há um catálogo considerável deles que está crescendo o tempo todo. Se você não costuma comprar discos caros, no entanto, pode ficar preso ao streaming de conteúdo.

É aqui que a velocidade da sua conexão com a Internet pode fazer ou quebrar seu investimento em uma TV nova e brilhante. A Netflix afirma que seus clientes precisam de uma velocidade de internet de 25 Mbits por segundo ou melhor para transmitir Ultra HD.

Você pode testar a velocidade da sua internet para descobrir como sua tela se sairá. Lembre-se, porém, que essas velocidades podem cair consideravelmente durante os períodos de maior movimento (como quando todos estão transmitindo Netflix simultaneamente).

Você também terá que pagar por uma assinatura de streaming de nível premium para acessar o conteúdo da mais alta qualidade. A Netflix distribui seu conteúdo UHD por trás de um pacote mensal de US $ 15,99. Isso pode valer a pena se você é fã dos originais da Netflix, a maioria dos quais é transmitida em resolução UHD.

Infelizmente, muitos filmes com lançamentos em UHD ainda são apresentados em HD na Netflix.

Você tem dispositivos HD existentes, como um Roku ou Apple TV? Isso pode representar um problema, pois só são capazes de fornecer uma imagem de 1080p. Você precisará de um Chromecast Ultra ou Apple TV 4K se quiser aproveitar a resolução mais alta e a reprodução HDR. Isso é um problema menor para sua TV, desde que tenha um sistema operacional estável e responsivo, o que muitos fazem.

Lembre-se de que 4K brilha em telas maiores. Infelizmente, quando você atualiza para uma TV UHD nativa maior, qualquer conteúdo de 1080p ficará pior. Isso será um problema menor no futuro, porém, e existem algumas soluções.

Upscaling para Ultra HD

As TVs atuais dão muita ênfase ao upscaling, que pega conteúdo de resolução mais baixa e o dimensiona para caber em uma tela muito maior. Lembre-se, há quatro vezes mais pixels em uma tela Ultra HDR do que em uma televisão Full HD normal.

Upscaling significa mais do que simplesmente esticar uma imagem, felizmente. As TVs modernas e os dispositivos de reprodução processam a imagem e tentam reconstruí-la para ter a melhor aparência em uma resolução mais alta. Isso é feito por meio de um processo conhecido como interpolação, durante o qual os pixels ausentes são gerados em tempo real. A intenção é produzir uma transição suave entre as áreas contrastantes da imagem.

À medida que as TVs se tornam mais poderosas, melhores técnicas de interpolação e upscaling serão usadas. Atualmente, o NVIDIA Shield possui alguns dos melhores upscaling do mercado. Ele utiliza IA e aprendizado de máquina para melhorar diferentes partes da imagem usando diferentes técnicas.

Se você atualizou para uma TV Ultra HD e notou um desempenho abaixo da média com conteúdo de resolução mais baixa, um Shield pode ser exatamente o que você precisa.

O PlayStation 4 Pro usa upscaling inovador para renderizar imagens em uma resolução mais baixa (como 1.440p), que são então aumentadas para 4K por meio de uma técnica chamada checkerboarding.

A NVIDIA desenvolveu o Deep Learning Super Sampling para fazer algo semelhante em jogos para PC. Certas partes da imagem são renderizadas em resoluções mais baixas e, em seguida, aumentadas em tempo real. Isso oferece melhor desempenho do que renderizar a cena na resolução nativa.

E o HDR?

High dynamic range (HDR) também é frequentemente anunciado em filmes e TVs, e é uma tecnologia totalmente diferente. Enquanto 4K é um padrão de produção e UHD é uma resolução, HDR é um termo vagamente definido que se refere a uma gama de cores mais ampla e brilho de pico mais alto.

Embora o HDR 1080p possa existir, o conteúdo HDR não foi amplamente produzido durante a era “Full HD”, então você não encontrará nenhuma televisão no mercado que ofereça HDR a 1080p. A grande maioria dos conjuntos 4K no mercado suportam HDR de alguma forma, no entanto.

Não se preocupe com a terminologia

Se é chamado de 4K ou UHD, não importa. Sua TV UHD é compatível com 4K. O mundo acabou de se ajustar aos termos nebulosos lançados por fabricantes e comerciantes.

A Netflix pode anunciar um filme em Ultra HD, enquanto o iTunes rotula o mesmo filme em 4K. Sua TV não se importa e reproduzirá os dois muito bem.

Antes de sair para comprar esse novo aparelho, verifique esses erros comuns que as pessoas cometem ao comprar uma TV.