O que é, como fazer

O encaminhamento de portas VPN parece técnico e intimidador, mas qualquer um pode pegar o jeito com a orientação certa. Hoje, oferecemos uma visão geral concisa do que é o encaminhamento de porta e por que você deseja fazê-lo. Também recomendamos os principais provedores de VPN que simplificam o encaminhamento de portas.

O encaminhamento de porta é uma técnica usada para permitir que conexões de internet de entrada cheguem ao seu dispositivo ao usar uma VPN. Isso é necessário porque a maioria das VPNs usa um firewall NAT para impedir que os usuários sejam vítimas de conexões de entrada maliciosas. Esse é um recurso de segurança útil, mas infelizmente não consegue distinguir entre as conexões de entrada que você não deseja e aquelas que deseja. Ele pode, portanto, impedir que você faça coisas como propagar ao baixar via BitTorrent, acessar seu dispositivo remotamente ou acessar jogos pessoais ou servidores de mídia que você configurou em sua LAN.

Esses provedores de VPN confiáveis ​​oferecem encaminhamento de porta em sua rede:

PrivateVPN – Melhor VPN de encaminhamento de porta – Rotação de endereços IP dedicados dinâmicos, uma rede de propriedade privada, criptografia forte e velocidades rápidas fazem desta uma escolha sólida para encaminhamento de porta e torrent seguro.
PureVPN – A caixa de ferramentas de segurança cibernética do PureVPN inclui criptografia de 256 bits, um grande número de servidores e IPs virtuais, ótimas velocidades e, claro, encaminhamento de porta.
Acesso privado à Internet – Uma das VPNs mais acessíveis, boa para torrents rápidos.

Se tudo isso soa um pouco confuso, não se preocupe. Neste artigo, explicaremos tudo o que você precisa saber sobre encaminhamento de porta, para que serve, como fazê-lo e quais são as melhores VPNs que oferecem encaminhamento de porta. Também abordaremos a principal pergunta que é feita sobre o encaminhamento de porta; é seguro fazer?

Garantia de devolução do dinheiro em 30 dias

O que é o encaminhamento de porta VPN?

O encaminhamento de porta VPN é um recurso oferecido apenas por alguns provedores de VPN selecionados. Mas pode ser extremamente útil para alguns usuários, principalmente aqueles que gostam de usar o BitTorrent para baixar arquivos. Quando seu torrent um arquivo, é altamente recomendável semear ao mesmo tempo. Semeadura significa que você permite que outros usuários se conectem ao seu cliente BitTorrent e baixem arquivos dele. A propagação é considerada uma boa etiqueta na comunidade de Torrenting porque, se ninguém propagasse, não haveria arquivos para torrent. Isso também o beneficia porque, se você estiver semeando, seu arquivo será baixado mais rapidamente.

Mas também é altamente recomendável usar uma VPN ao baixar torrents também. E isso cria um dilema porque muitas VPNs também usam um firewall NAT para impedir que seus usuários sejam vítimas de comunicações maliciosas. E esse firewall NAT impede que todas as conexões de entrada sejam iniciadas, sem discriminar entre aquelas que você deseja aceitar e aquelas que não deseja.

É aí que entra o encaminhamento de porta. Se sua VPN permite o encaminhamento de porta, isso significa que ela pode redirecionar certas conexões de entrada em torno do firewall NAT e permitir que essas conexões sejam estabelecidas. O problema é que nem todos os provedores de VPN oferecem encaminhamento de porta como um recurso.

Como encontrar a VPN certa

Se você deseja usar o redirecionamento de portas com sua VPN, precisa ter muito cuidado ao escolher seu provedor, pois é um recurso que não é oferecido por todos os provedores de VPN. De fato, muitos dos principais provedores não oferecem encaminhamento de porta, e nenhum dos que abordamos tinha planos de fazê-lo.

Isso reduz um pouco a escolha, mas ainda existem algumas boas VPNs que têm encaminhamento de porta disponível. Mas como escolher o melhor desse seleto grupo? Dado que o encaminhamento de porta provavelmente será usado pela maioria das pessoas para baixar ou baixar torrents, identificamos os seguintes critérios principais que você deve procurar:

Permite encaminhamento de porta – Em primeiro lugar, e mais importante, certifique-se de que seu provedor habilite o uso de encaminhamento de porta.
Velocidades de conexão rápidas – O download de mídia e outros conteúdos requer velocidades de conexão rápidas se não demorar muito para ser concluído.
Excelente criptografia – Torrenters e downloaders geralmente querem garantir que sua VPN ofereça a criptografia mais forte possível para manter todos os seus dados online seguros e protegidos.
Fortes proteções de privacidade – A privacidade também é vital para baixar torrents ou quaisquer outros arquivos. Procure uma VPN que não ofereça uma política de registro de usuário na qual você possa confiar.
Sem limitações – Algumas VPNs restringem a quantidade de dados que você pode usar em seu serviço. Isso não é bom para download, então sempre procure um provedor sem essas limitações.
Disponibilidade do servidor – Mais servidores tendem a significar conexões mais rápidas e também ajudam a desbloquear conteúdo em mais locais ao redor do mundo.

Melhores provedores de VPN que suportam encaminhamento de porta

Tomando esses critérios, testamos todas as principais VPNs que oferecem encaminhamento de porta e identificamos três provedores que estamos felizes em recomendar aos leitores. Eles são:

1. VPN Privada

O foco do PrivateVPN está na privacidade e segurança, e é muito bom nisso. Eles oferecem criptografia AES de 256 bits como padrão e uma promessa garantida de nenhum registro de usuário que pode ser confiável. Entre seus muitos recursos excelentes está um sistema de endereço IP dedicado dinâmico exclusivo. Isso garante que cada usuário tenha um endereço IP exclusivo que muda cada vez que faz logon. Isso também significa que eles também podem oferecer encaminhamento de porta.

A rede de servidores PrivateVPN não é tão grande quanto alguns de seus concorrentes mais estabelecidos. Eles oferecem 150 servidores em mais de 60 países. Mas isso deve ser mais do que suficiente para a maioria dos usuários. A VPN privada também não possui limites de dados, o que é perfeito para download. Eles oferecem um aplicativo fácil de usar para iOS, Android, Mac e Windows, o que significa que também podem ser usados ​​em praticamente todos os principais dispositivos.

2. PureVPN

PureVPN é um provedor que oferece uma ampla gama de recursos extras com sua VPN, incluindo a capacidade de usar o encaminhamento de porta. Mas isso não significa que eles não entregam bem o básico também. PureVPN usa criptografia forte de 256 bits e também oferece uma política confiável de não registro. Adicione o software antivírus, antimalware e antispam incluído, e é realmente um ótimo pacote de segurança completo.

E há mais. Sua rede de servidores consiste em mais de 2.000 servidores em mais de 140 países, o que é o mais abrangente possível. Não há restrições de dados e as velocidades de conexão são, na maioria das vezes, bastante impressionantes. Seu software está disponível para dispositivos Windows, Mac, Android, iOS e até Android TV, além de também ter extensões de navegador para os navegadores Chrome e Firefox.

Leia nossa análise completa do PureVPN.

3. Acesso privado à Internet

Acesso privado à Internet é outro provedor de VPN completo e sólido com uma reputação crescente. Suas provisões de segurança são boas, sem serem absolutamente excelentes. Eles usam apenas criptografia de 128 bits por padrão, mas têm uma opção disponível para aumentar isso para criptografia de 256 bits. Sua política de não registro é boa e não há limites ou restrições de largura de banda, para que você possa baixar o quanto quiser.

Sua rede de servidores é enorme, com mais de 3.000 servidores disponíveis em 28 países diferentes. Isso ajuda a manter suas velocidades de conexão extremamente rápidas. E, crucialmente, o Acesso Privado à Internet também oferece encaminhamento dinâmico de porta, tornando-os talvez o provedor mais conhecido por ter essa opção disponível.

Leia mais sobre Acesso Privado à Internet em nossa análise completa aqui.

Como usar o encaminhamento de porta VPN com sites de torrent

Depois de escolher uma das VPNs acima, é aconselhável consultar o site ou entrar em contato com o suporte ao cliente para obter orientações específicas sobre como usar o encaminhamento de porta com elas. O processo pode diferir um pouco entre os provedores, mas na maioria dos casos, você precisará seguir estas etapas básicas:

Habilitar encaminhamento de porta – Normalmente, você pode habilitar o encaminhamento de porta nas configurações de uma VPN ou na área do usuário de sua plataforma. Algumas VPNs podem exigir que você acesse a interface da Web para fazer isso, pois não é possível habilitar o encaminhamento de porta por meio do aplicativo. Existem também algumas VPNs que permitem apenas o encaminhamento de porta em determinados servidores, portanto, seu processo pode ser diferente.
Altere a porta de escuta no seu dispositivo – Você precisará alterar a porta que você usa para conexões de entrada para um número de porta que você escolheu ou aquele que você recebeu quando ativou o recurso de encaminhamento de porta.
Desative UPnP e NAT-PMP em seu cliente BitTorrent – ​​UPnP e NAT-PMP são frequentemente usados ​​por clientes BitTorrent para contornar firewalls locais, mas não conseguem ignorar firewalls NAT. Na verdade, eles podem criar problemas, porque às vezes tentam redirecionar sua conexão através de seu roteador em vez de sua VPN e, portanto, podem revelar seu endereço IP real durante o torrent. Portanto, é recomendável que esses recursos sejam desativados. Isso pode ser feito nas configurações do seu cliente BitTorrent. O processo preciso será diferente dependendo de qual cliente você usa, mas geralmente envolve apenas desmarcar uma opção na configuração de conexões.
Verifique se o encaminhamento de porta funcionou – A última coisa a fazer é verificar se o encaminhamento de porta funcionou. Para isso, visite canyouseeme.org. Esta é uma ferramenta de verificação de portas de código aberto. Digite o número da porta que você tentou abrir e clique em Check It. Você precisará ter um programa ouvindo ativamente essa porta para que ela seja reconhecida, mas se o processo funcionar, seu encaminhamento de porta agora deve estar funcionando.

Não se preocupe se, mesmo depois de configurar o encaminhamento de porta, você receber um ícone de aviso que sugere que suas conexões de upload não estão otimizadas. Tudo isso significa que sua conexão não é tão rápida quanto poderia ser se você não estivesse usando uma VPN. Mas a diferença de velocidade será mínima e este é um aviso que você pode ignorar com segurança.

Como usar o encaminhamento de porta VPN com eMule

Outro serviço de compartilhamento de arquivos ponto a ponto que pode se beneficiar do uso do encaminhamento de porta VPN é o eMule. eMule é um sistema P2P para Windows que tem mais de 500 milhões de usuários em todo o mundo. Para os usuários, funciona de maneira semelhante aos sites BitTorrent, mas oferece recursos diferentes. Para trabalhar com a capacidade ideal, o eMule exige que os usuários tenham portas UDP e TCP abertas da Internet. Se essas portas não estiverem abertas, o eMule receberá o que é conhecido como Low ID dos servidores eMule. Ter Low ID no eMule não impede você de baixar arquivos completamente, mas porque você não está carregando também, torna suas velocidades de download muito mais lentas.

É tão aconselhável usar uma VPN com eMule quanto com clientes BitTorrent e, novamente, você precisará usar o encaminhamento de porta para que o serviço funcione bem. De fato, o encaminhamento de porta é sem dúvida ainda mais vital para os usuários do eMule do que para os torrenters. Mas implementar o encaminhamento de porta no eMule não é tão fácil quanto na maioria das plataformas de torrent. Isso ocorre porque o eMule usa UPnP para contornar automaticamente firewalls locais como o Windows Defender.

Ao encaminhar a porta, é necessário desabilitar o UPnP. Mas, infelizmente, isso significa que o eMule não pode contornar o firewall do Windows Defender. Até o momento, a única solução conhecida para esse problema é desabilitar o Windows Defender ao usar o eMule com encaminhamento de porta. Está longe de ser o ideal, mas até que uma solução melhor seja alcançada, é a única maneira de fazer o encaminhamento de porta funcionar com o eMule.

Isso significa que o processo para usar o encaminhamento de porta VPN com eMule é um pouco diferente:

Habilitar o encaminhamento de porta – Assim como no torrent, a primeira coisa a fazer é habilitar o encaminhamento de porta nas configurações de uma VPN, interface da web ou na área do usuário de sua plataforma.
Desabilitar UPnP no eMule – Abra o eMule e navegue até Opções > Conexão > Porta do cliente. Certifique-se de que a opção ‘Use UPnP to Setup Ports’ não esteja
Desligue seu Firewall – Você precisará então desabilitar seu firewall local. Se você estiver usando o Windows Defender, poderá fazer isso navegando até Configurações > Atualização e segurança > Windows Defender > Abrir a Central de Segurança do Windows Defender > Firewall e proteção de rede > e, em seguida, desabilitando o Windows Defender em todas as redes.
Teste suas portas – Abra a página de Conexão do eMule novamente e clique em Test Ports. Isso abrirá uma página da Web que testará se as portas usadas pelo eMule podem ser acessadas pela Internet. Supondo que este teste seja bem-sucedido, está tudo pronto.

Qual é a diferença entre o encaminhamento de porta VPN estático e dinâmico?

Alguns leitores podem ter notado que algumas VPNs oferecem encaminhamento de porta VPN estático, enquanto outros oferecem encaminhamento de porta VPN dinâmico e podem estar se perguntando qual é a diferença. Como o nome sugere, um encaminhamento de porta VPN estática atribui a você uma porta estática que nunca será alterada. Isso tende a ser preferido por muitos usuários, pois mantém as coisas simples e agradáveis ​​e significa que você não precisa alterar as configurações de porta em seu software depois de configurar tudo. No entanto, os provedores ainda podem redefinir essa porta, e alguns o farão com bastante regularidade.

Um arranjo dinâmico de encaminhamento de porta VPN significa que você recebe uma nova porta toda vez que se conecta à VPN. Isso pode parecer mais complicado, mas, na verdade, o encaminhamento de porta VPN dinâmico geralmente é configurado automaticamente usando UPnP, o que pode facilitar a implementação. As águas estão ainda mais turvas pelo fato de que alguns provedores dinâmicos de encaminhamento de porta VPN geralmente mantêm você na mesma porta, às vezes por um período de tempo considerável. O encaminhamento de porta dinâmico tende a ser mais comum do que o encaminhamento de porta estático, mas para a maioria dos usuários, a diferença entre os dois será insignificante.

O encaminhamento de porta VPN é seguro?

Esta é uma pergunta que nos fazem regularmente sobre o encaminhamento de portas e, claro, a preocupação é compreensível. A resposta curta a esta pergunta é sim. O encaminhamento de porta VPN é seguro. Mas há algumas ressalvas para isso. Ao habilitar o encaminhamento de porta VPN, você está essencialmente abrindo uma porta para o seu dispositivo. E isso traz alguns riscos potenciais. Apenas os programas que estão escutando essa porta são vulneráveis ​​e no caso de clientes BitTorrent e eMule, esses riscos são mínimos. E mesmo que tenham sido comprometidos por um hacker, há muito pouco que eles possam realmente fazer com o acesso que teriam obtido.

No entanto, essas não são as únicas razões pelas quais as pessoas usam o encaminhamento de porta VPN. Como mencionamos no início deste artigo, outro motivo comum é permitir o acesso remoto ao seu dispositivo. E isso pode trazer mais riscos. Se o software de acesso remoto que você está usando contiver vulnerabilidades que um hacker possa explorar, ele poderá obter muito mais acesso. Existem alguns grandes ‘se’ neste cenário, mas é importante estar aberto sobre o fato de que a possibilidade existe. Mas para a maioria dos usuários, não há com o que se preocupar ao usar o encaminhamento de porta.

E o aviso de segurança ‘Port Fail’?

Leitores com memória longa podem lembrar que em 2015, um aviso de segurança foi emitido sobre o encaminhamento de porta VPN. Privacidade perfeita publicou o aviso sobre um problema que potencialmente permitiria que o encaminhamento de porta fosse explorado para vazar um endereço IP real de usuários de VPN. O erro foi apelidado de ‘Port Fail’ e atraiu bastante atenção da mídia na época.

A realidade é que o erro ‘Port Fail’ é muito fácil para os provedores de VPN evitarem. Tudo o que eles precisam fazer é configurar diferentes endereços IP de entrada e saída em seus servidores. Em 2015, cinco das nove VPNs testadas não possuíam esse procedimento básico de segurança. Três haviam corrigido o problema antes mesmo de o aviso de segurança ser emitido e, três anos depois, nenhum provedor de VPN respeitável ainda deveria estar vulnerável a esse ataque. Se você não tiver certeza, verifique com a VPN escolhida antes de se inscrever. Acreditamos que nenhum de nossos provedores recomendados está vulnerável a esse problema.

Conclusão

Se você estava se perguntando o que era o encaminhamento de porta VPN, espero que este artigo contenha todas as informações necessárias. Fornecemos uma breve explicação junto com orientações sobre por que você pode querer usar o encaminhamento de porta VN. Também fornecemos guias de usuário para configurar o encaminhamento de porta para clientes BitTorrent e eMule. Também procuramos resolver as preocupações sobre a segurança do uso do encaminhamento de porta VPN. E talvez o mais importante de tudo, fornecemos recomendações dos 3 principais provedores de VPN que permitem o encaminhamento de porta VPN com seu cliente.

Você já tentou usar o encaminhamento de porta VPN? Você achou este guia útil? Existem pontos úteis que perdemos? Qual dos nossos provedores de VPN recomendados você usou? Como foi sua experiência com eles? Nós sempre valorizamos os comentários e comentários fornecidos por todos os nossos leitores, então sinta-se à vontade para compartilhar o seu conosco hoje usando a caixa de comentários abaixo.