Como testar se um site suporta HTTP/3?

Você ativou o H3 em seu site e não sabe como verificá-lo?

HTTP3 ou H3 é o protocolo HTTP mais recente desenvolvido pela IETF. Ainda está em um rascunho e espera-se que seja suportado pelos principais navegadores/clientes em breve. H3 é baseado no RÁPIDO protocolo de rede da camada de transporte, que foi originalmente projetado pelo Google. É diferente de versões anteriores como H2, que foi derivada do protocolo SPDY.

Cloudflare publicou um ótimo post no blog explicando a implementação técnica. Vale a pena lê-lo.

No momento da escrita, muito poucos aplicativos do lado do servidor/servidor da web/dispositivos de rede/CDN suportam H3. E você pode adivinhar – a Cloudflare é a primeira CDN a oferecer H3.

Vamos falar sobre suporte do lado do cliente.

O H3 ainda está no rascunho, portanto, nem todos os navegadores suportam o H3 ainda. Neste momento, você pode usar o seguinte para testá-lo. Como sempre, eu posso usar seria uma referência para verificar os navegadores suportados.

  Como são as avaliações do Flirt.com?

O teste etechpt.com HTTP/3 conecta rapidamente seu site usando cURL e revela se ele suporta o protocolo H3/QUIC. Se a conexão for bem-sucedida, ele mostrará as versões suportadas anunciadas.

Como alternativa, você pode verificar o mesmo para todas as suas propriedades da web com a API do protocolo HTTP etechpt.com. Isso traz a velocidade necessária se você tiver vários sites de assuntos para relatórios.

Curiosamente, o nível gratuito é uma maneira de risco zero de tentar isso para 3.000 chamadas de API por mês. No entanto, existem atualizações a partir de US$ 5 mensais que vêm com 10 mil solicitações de API com uma taxa muito maior de 25 solicitações por segundo.

Verificação HTTP/3

Uma ferramenta web da LightSpeed.

Acesso Verificação HTTP/3 e insira o URL a ser testado. Você obterá os resultados instantaneamente.

Raposa de fogo

Firefox todas as noites anunciou recentemente o suporte H3.

  Como obter o código de verificação da Apple em um dispositivo

Firefox Nightly agora tem suporte HTTP/3 inicial para testes públicos!

— Daniel Stenberg (@bagder) 4 de novembro de 2019

  • Inicie o Firefox todas as noites
  • Digite about:config na barra de endereços e pressione enter
  • Aceite o risco e continue
  • Procure network.http.http3.enabled e clique no botão de alternância para habilitá-lo.

  • Reinicie o Firefox todas as noites e abra as ferramentas de desenvolvedor
  • Acesse o site e veja a coluna “Protocolo”.

etechpt.com suporta HTTP/3, e você pode ver isso.

Google Chrome

Você esperava, não é?

Você pode usar Canário Chrome testar.

O Google Chrome Canary acaba de se tornar o primeiro navegador (disponível) a integrar (muito) experimental #QUIC e suporte HTTP/3!

Adicione os sinalizadores “–enable-quic –quic-version=h3-23” e você deverá ver “http/2+quic/99” aparecer no devtools, que na verdade é http3 disfarçado! pic.twitter.com/5Fhui46h3x

— Robin Marx (@programmingart) 19 de setembro de 2019

Inicie o Chrome Canary com o sinalizador “–enable-quic –quic-version=h3-23” e execute o teste. Você não verá H3 ou HTTP/3 como um protocolo nas ferramentas de desenvolvedor, mas “http2+quic/99”.

  5 ferramentas do Hosting Checker para verificar quem está hospedando um site

API etechpt.com

Precisa testá-lo programaticamente? Experimente a API do protocolo HTTP etechpt.com. Não apenas HTTP/3, mas imprime se o site fornecido suportar outros protocolos, como HTTP/1.1 e HTTP/2.

Curiosamente, o nível gratuito é uma maneira de risco zero de tentar isso para 3.000 chamadas de API por mês.

ondulação

Não quer sair do seu terminal?

O cURL é ótimo, e a versão mais recente permite testar usando o sinalizador –http3. Baixe o cURL e construa-o a partir da fonte.

curl --http3 https://yoursite.com -I

Outra opção seria construir o cliente cURL conforme abaixo. Isso funcionaria no Linux.

curl --proto '=https' --tlsv1.2 -sSf https://sh.rustup.rs | sh
  • Construir quiche como explicado aqui

Funciona!

Conclusão

Espero que isso lhe dê uma ideia sobre como testar o site se o HTTP/3 estiver ativado. Se você é proprietário de um site, aproveite este protocolo mais recente para obter um melhor desempenho na web.

Gostou de ler o artigo? Que tal compartilhar com o mundo?