Veja como comprar a melhor VPN para sua segurança online

Isenção de responsabilidade: Algumas páginas deste site podem incluir um link de afiliado. Isso não afeta nosso editorial de forma alguma.

Costumávamos ver a internet como uma plataforma livre e aberta, mas nos últimos cinco anos essa noção foi desiludida. Estamos cientes de que agências governamentais e serviços de segurança estrangeiros podem estar rastreando para onde vamos, o que fazemos e com quem conversamos. Sabemos que grandes corporações monitoram rotineiramente nossas atividades quando usamos seus serviços e que nem sempre controlamos como elas usam essas informações – ou para quem as repassam. Podemos morar ou visitar países que bloqueiam serviços e censuram conteúdo, ou podemos querer usar serviços de streaming que ofereçam mais em seus territórios do que no Reino Unido. Quando acessamos a Internet por meio de redes sem fio públicas, sempre existe o risco de alguém estar nos espionando.

Ao usar uma VPN, podemos superar esses controles e limitações. Podemos ocultar nossa localização e quebrar os links de endereço IP que ligam nossas atividades online a um local específico. Podemos ocultar atividades, tornando mais difícil registrá-las ou monitorá-las. Podemos substituir um local diferente pelo nosso real, permitindo ver conteúdo censurado, acessar serviços bloqueados ou usar serviços de streaming como se estivéssemos em um território diferente. Embora uma VPN não seja garantia de privacidade – muito menos de anonimato – é uma das melhores ferramentas que temos para preservá-la.

O que é uma VPN?

VPN significa Virtual Private Network e, em sua forma mais básica, é um meio de estender uma rede privada por uma ou mais redes públicas (como a Internet) para que você possa enviar e receber dados com segurança, como se estivesse fisicamente conectado à rede privada. rede. Se alguém fala em se conectar à VPN de sua empresa, por exemplo, quer dizer que tem um meio seguro de se conectar à rede da empresa como se estivesse sentado no escritório. Todos os dados que vão e voltam são seguros e criptografados e é difícil para pessoas de fora ouvirem.

Oferta limitada: 3 meses GRÁTIS!

  Melhores VPNs para comprar com Bitcoin e outras criptomoedas

Os serviços VPN, no entanto, significam algo um pouco diferente. Aqui você está usando o mesmo método básico para criar uma conexão segura entre seu dispositivo ou computador e servidores pertencentes ao provedor de VPN. Todo o seu tráfego de rede passa por essa conexão, para que ninguém possa vê-lo até que ele saia do servidor VPN e vá para a internet pública. Isso tem dois efeitos. Em primeiro lugar, mantém suas atividades e comunicações privadas. Mesmo seu ISP não pode ver ou registrar o que você está fazendo. Em segundo lugar, ele esconde onde você está – protegendo assim sua identidade – enquanto faz parecer que você está onde quer que o servidor esteja baseado. Você pode morar em Glasgow, mas parece que está se conectando da Finlândia, Maryland ou Bahamas. Somente você e seu provedor de VPN sabem com certeza.

Por que você deve usar uma VPN?

Muitas pessoas se sentem confortáveis ​​com a ideia de que suas atividades online estão sendo rastreadas, bloqueadas ou censuradas – ou simplesmente não sabem ou não se importam. Para o resto de nós, existem três boas razões pelas quais podemos querer usar uma VPN:

  • Privacidade: embora o uso de uma VPN não o torne necessariamente anônimo online, ajuda bastante a ocultar suas atividades e dificultar sua identificação. Isso é uma vantagem para aqueles que se sentem desconfortáveis ​​com espionagem governamental ou corporativa, mas uma necessidade absoluta para denunciantes, ativistas e aqueles que vivem sob regimes opressivos.
  • Segurança: se você usa Wi-Fi público em, digamos, um hotel ou cafeteria, ou se não pode garantir a segurança de outras redes pelas quais se conecta, o uso de uma VPN oferece uma camada extra de proteção para acessar serviços confidenciais ou manuseio negócios enquanto estiver fora do escritório.
  • Acesso: o país em que você mora ou pode estar visitando pode bloquear o acesso a determinados sites ou serviços da Web – incluindo serviços de mídia social como Facebook e Twitter. Cada vez mais, os principais ISPs estão fazendo o mesmo, embora geralmente os sites envolvam pornografia, pirataria ou material ilícito. Além disso, alguns sites e serviços – incluindo serviços de streaming de vídeo como Hulu ou Netflix – têm controles para garantir que usuários fora dos EUA não possam acessar o conteúdo dos EUA, o que é uma pena quando não há serviço em seu país ou quando os EUA serviço é superior. O uso de uma VPN pode ajudá-lo a superar esses bloqueios.
  Por que alguns sites bloqueiam VPNs?

Oferta limitada: 3 meses GRÁTIS!

Todas as VPNs são basicamente iguais?

Não. Alguns são desajeitados e técnicos de usar, enquanto outros são incrivelmente simples. Alguns têm um grande número de servidores espalhados pelo mundo, enquanto outros têm apenas alguns em territórios muito específicos. Isso afetará de onde você parece estar conectado e também o número de usuários que o serviço pode suportar antes que os servidores fiquem congestionados e reduzam a velocidade das conexões.

Há também grandes diferenças em termos de desempenho. O uso de uma VPN resultará em uma queda na velocidade da sua internet, pois todo o seu tráfego precisa ser roteado pela rede e servidores da VPN. Alguns serviços de VPN investiram em sua tecnologia e rede, portanto, o impacto nem sempre é perceptível, mas outros verão suas velocidades caírem pelo chão, na medida em que você terá dificuldades para, digamos, transmitir vídeo em qualquer caso.

Como sobre privacidade e segurança? Todos são igualmente privados e seguros?

Novamente, não. Por um lado, o provedor de VPN pode registrar e até monitorar seu tráfego, com alguns serviços de VPN gratuitos conhecidos por agregar e vender alguns dados de usuários, principalmente inofensivos. O truque é verificar se o seu provedor registra seu tráfego, o que eles fazem com ele e por quanto tempo eles retêm os logs. Muitos agora afirmam não manter nenhum registro, mas – para ser brutalmente franco – não há como saber com certeza.

Oferta limitada: 3 meses GRÁTIS!

Caso contrário, o fator chave é a localização da residência do provedor. Em alguns países, como os EUA ou o Reino Unido, o governo e os serviços de segurança têm mais poderes para solicitar logs ou monitorar o tráfego de entrada e saída; poderes aos quais seu provedor de VPN médio será incapaz de resistir. Se a privacidade ou o anonimato for seu principal motivo para usar uma VPN, considere encontrar uma baseada em um país fora dos países dos ‘quatorze olhos’ que rotineiramente cooperam em vigilância e informações comerciais – Reino Unido, EUA, Austrália, Canadá, Nova Zelândia, Dinamarca , França, Holanda, Noruega, Alemanha, Bélgica, Itália, Espanha e Suécia – e particularmente os cinco primeiros, que compõem o grupo central dos ‘cinco olhos’.

Finalmente, diferentes VPNs usam diferentes protocolos de criptografia, alguns mais ou menos seguros que outros, alguns tendo mais impacto do que outros na velocidade. OpenVPN, Chameleon e SSTP oferecem o melhor equilíbrio entre desempenho e segurança. PTTP é rápido, mas potencialmente mais fraco.

  As melhores VPNs do Chrome em [year] ([month])

Além da segurança e do desempenho, existem outros recursos que devo observar?

Alguns serviços de VPN oferecem medidas de proteção adicionais, incluindo um ‘salto duplo’ que disfarça ainda mais sua localização e identidade, ou proteção contra vazamento de DNS para impedir que seu navegador envie solicitações de DNS – solicitações para direcionar um URL específico – diretamente ao seu ISP e não por meio da VPN , revelando sua verdadeira localização. Alguns possuem recursos para burlar gateways e monitoramento em redes sem fio públicas, enquanto outros permitem transformar um PC ou laptop em um roteador virtual, para que você possa conectar outros dispositivos através dele para que todos usem a VPN.

Um outro recurso útil é um killswitch. Configure isso para aplicativos específicos, como seu navegador, e caso sua conexão VPN falhe, o navegador será fechado automaticamente, evitando que você seja exposto de repente.

E quanto a restrições ou limitações?

Nem todas as VPNs têm o mesmo desempenho em diferentes países. Alguns podem não funcionar, digamos, na China, onde o Great Firewall que impede que cidadãos chineses acessem sites e conteúdos não aprovados se tornou particularmente bom em detectar e bloquear VPNs. Da mesma forma, a Netflix agora pode identificar muitas VPNs e impedir que você as use para acessar o serviço dos EUA. Só porque alguém trabalha um dia, não significa necessariamente que continuará funcionando no futuro.

P2P e Torrents estão frequentemente sujeitos a restrições. Alguns serviços simplesmente não permitem que você compartilhe ou baixe torrents ou tráfego P2P através da VPN, enquanto outros podem limitar sua capacidade de fazê-lo. Novamente, se essa é a sua bagagem – e temos certeza de que você não sonharia em compartilhar conteúdo ilegalmente – verifique o que o provedor permite antes de se inscrever.

Por fim, verifique quantos dispositivos você pode usar por meio do serviço e se o serviço oferece suporte a todos os dispositivos que você deseja usar. Muitos permitirão que você use a VPN em até cinco PCs, Macs ou outros dispositivos, enquanto outros estão limitados a apenas um. Nem todos suportam toda a gama de dispositivos, portanto, se você precisar de algo para seu laptop Windows, seu iPad, seu smartphone Android e seu streamer Kodi, compre e reduza suas opções.

Se você está procurando o melhor serviço de VPN, confira o ExpressVPN.