Por que 2020 é o momento perfeito para revisitar o IRC

Você não ouve muito sobre Internet Relay Chat (IRC) hoje em dia porque as mídias sociais e o Slack roubaram um pouco de seu trovão. No entanto, está longe de estar morto! Na verdade, 2020 pode ser o melhor momento para ingressar (ou voltar) à revolução do bate-papo baseado em texto.

IRC ainda está em alta 32 anos depois

IRC é um protocolo padrão da Internet que permite que as pessoas executem seus próprios servidores de bate-papo baseados em texto com sua própria seleção de canais organizados por tópico (por exemplo, um canal chamado #music para falar sobre música). Sem autoridade centralizada sobre quem pode hospedar um servidor, as pessoas são livres para trocar de servidor à vontade ou até mesmo iniciar o seu próprio.

IRC começou na Finlândia em 1988 e logo se tornou uma sensação internacional da internet. Permitiu que pessoas de todo o mundo compartilhar notícias históricas, encontre romance ou converse sobre quase qualquer assunto com entusiastas afins em tempo real.

Hoje ainda existem mais de 2.000 servidores IRC e quase 500 redes de IRC (grupos de servidores afiliados) operando em todo o mundo. No entanto, o número de pessoas que os utilizam caiu drasticamente (alguns dizem 60 por cento) desde o seu pico por volta de 2003-05.

Esses números podem ser enganosos, no entanto. O pico de uso do IRC também coincidiu com o pico de uso da rede para o comércio de software pirata (“warez”), então nem todas essas pessoas estavam usando o IRC para conversar em primeiro lugar.

Ainda assim, muitas pessoas abandonaram o IRC desde o início dos anos 2000 devido à ascensão da miríade de espaços sociais online concorrentes. Fóruns da Web, mensagens instantâneas (como AIM), mídia social, mensagens de texto SMS, serviços colaborativos (como Slack e Discord) e até mundos e jogos 3D (como Second Life e Minecraft) contribuíram para o mergulho de popularidade do IRC.

Mesmo que a população do IRC seja apenas uma fração do que costumava ser, um grupo central de pessoas que querem apenas chat de texto básico ainda está lá conversando até hoje.

A liberdade do bate-papo clássico na Internet

Em 1993, O Nova-iorquino Publicados