Como usar VLOOKUP em uma série de valores

VLOOKUP é uma das funções mais conhecidas do Excel. Normalmente, você o usará para procurar correspondências exatas, como a ID de produtos ou clientes, mas neste artigo, exploraremos como usar PROCV com uma gama de valores.

Exemplo um: usando VLOOKUP para atribuir notas de letras a notas de exames

Por exemplo, digamos que temos uma lista de notas de exames e queremos atribuir uma nota a cada nota. Em nossa tabela, a coluna A mostra as pontuações reais do exame e a coluna B será usada para mostrar as notas de letras que calculamos. Também criamos uma tabela à direita (as colunas D e E) que mostra a pontuação necessária para atingir cada nota de letra.

Com VLOOKUP, podemos usar os valores do intervalo na coluna D para atribuir as notas das letras na coluna E a todas as pontuações reais do exame.

  Como monitorar a atividade do disco no dock do seu Mac

A Fórmula VLOOKUP

Antes de aplicarmos a fórmula ao nosso exemplo, vamos fazer um lembrete rápido da sintaxe VLOOKUP:

=VLOOKUP(lookup_value, table_array, col_index_num, range_lookup)

Nessa fórmula, as variáveis ​​funcionam assim:

lookup_value: este é o valor que você está procurando. Para nós, essa é a pontuação na coluna A, começando com a célula A2.
table_array: muitas vezes referido não oficialmente como a tabela de pesquisa. Para nós, esta é a tabela contendo as pontuações e notas associadas (faixa D2: E7).
col_index_num: Este é o número da coluna onde os resultados serão colocados. Em nosso exemplo, esta é a coluna B, mas como o comando VLOOKUP requer um número, é a coluna 2.
range_lookup> Esta é uma questão de valor lógico, então a resposta é verdadeira ou falsa. Você está executando uma pesquisa de intervalo? Para nós, a resposta é sim (ou “VERDADEIRO” em termos de PROCV).

  Como criar papéis de parede para iPhone e iPad usando atalhos

A fórmula completa para nosso exemplo é mostrada abaixo:

=VLOOKUP(A2,$D$2:$E$7,2,TRUE)

A matriz da tabela foi corrigida para parar de mudar quando a fórmula é copiada nas células da coluna B.

Algo para se ter cuidado

Ao olhar em intervalos com VLOOKUP, é essencial que a primeira coluna da matriz da tabela (coluna D neste cenário) seja classificada em ordem crescente. A fórmula depende dessa ordem para colocar o valor de pesquisa no intervalo correto.

Abaixo está uma imagem dos resultados que obteríamos se classificássemos a matriz da tabela pela letra da nota em vez da pontuação.

É importante deixar claro que a ordem só é essencial com pesquisas de intervalo. Quando você coloca False no final de uma função VLOOKUP, a ordem não é tão importante.

Exemplo dois: fornecendo um desconto com base em quanto um cliente gasta

Neste exemplo, temos alguns dados de vendas. Gostaríamos de oferecer um desconto sobre o valor das vendas, e a porcentagem desse desconto depende do valor gasto.

  Veja como assistir aos playoffs da NBA sem cabo

Uma tabela de consulta (colunas D e E) contém os descontos em cada faixa de gastos.

A fórmula VLOOKUP abaixo pode ser usada para retornar o desconto correto da tabela.

=VLOOKUP(A2,$D$2:$E$7,2,TRUE)

Este exemplo é interessante porque podemos usá-lo em uma fórmula para subtrair o desconto.

Freqüentemente, você verá usuários do Excel escrevendo fórmulas complicadas para esse tipo de lógica condicional, mas este PROCV fornece uma maneira concisa de fazer isso.

Abaixo, VLOOKUP é adicionado a uma fórmula para subtrair o desconto retornado do valor das vendas na coluna A.

=A2-A2*VLOOKUP(A2,$D$2:$E$7,2,TRUE)

VLOOKUP não é útil apenas para procurar registros específicos, como funcionários e produtos. É mais versátil do que muitas pessoas sabem, e tê-lo retornando de uma gama de valores é um exemplo disso. Você também pode usá-lo como uma alternativa para fórmulas complicadas.