Blockchain na cadeia de suprimentos para simplificar a aquisição e distribuição

O uso de blockchain na cadeia de suprimentos introduz eficiência no registro de qualidade, preços, localização, datas, certificação e outros componentes relevantes necessários para o gerenciamento eficaz da cadeia de suprimentos.

O gerenciamento da cadeia de suprimentos (SCM) é a linha de vida das empresas, pois compreende tudo, desde o planejamento, controle, execução e gerenciamento de como os recursos fluem para dentro e para fora da organização.

Fonte: Mdpi.com

Como o SCM também envolve o capital financeiro e os dados de uma empresa, ele exige um gerenciamento eficiente de recursos no fornecimento de matérias-primas, produção, armazenamento e outros componentes logísticos relacionados.

Esse complexo processo de gerenciamento de estoques inclui levantamento de estoque, devolução de produtos defeituosos e outras questões relacionadas a pedidos.

Enquanto a nova tecnologia continua transformando os procedimentos diários de negócios em SCM, a necessidade de entrega precisa e sistemas de rastreamento em tempo real torna o gerenciamento da cadeia de suprimentos um campo desejoso de inovação tecnológica contínua.

Os aspectos técnicos em constante mudança envolvendo dispositivos móveis, sem fio e portáteis lideram os setores de transporte e logística, mas acompanhar as melhores práticas e novos recursos é um processo interminável que se torna uma tarefa árdua para as organizações que já investem em tecnologias mais antigas.

As transições podem consumir tempo e dinheiro, mas alavancar tecnologias emergentes continua sendo o maior segredo para se manter à tona em um setor tão competitivo.

Um sistema SCM dinâmico deve gerar valor para a organização. Embora o software especializado existente garanta uma cadeia de suprimentos operacional, a tecnologia blockchain é a nova geração que abrange comunicação e colaboração eficazes, contínuas e em tempo real entre todas as partes da maneira mais econômica.

Este artigo explora como o rápido avanço do blockchain pode levar à melhoria imediata dos sistemas da cadeia de suprimentos.

O que é a Tecnologia Blockchain?

Também conhecida como tecnologia de livro-razão distribuído (DLT), blockchain refere-se a um livro-razão descentralizado e distribuído. Este livro-razão mantém registros de transações em uma sequência de blocos.

Os registros são mantidos em cópias distribuídas em várias máquinas, chamadas de nós, em diferentes localizações geográficas.

O ledger blockchain é descentralizado, o que significa que não depende de uma única autoridade central para proteger sua integridade. Todas as cópias do livro-razão dentro do blockchain são a “verdade” sobre todas as transações feitas na rede.

Qualquer tentativa de falsificar uma transação ou uma entrada exigiria a manipulação de todas as cópias simultaneamente.

Como todos os nós estão vinculados à rede blockchain, todas as versões do registro são modificadas sempre que uma nova transação é feita em um nó dentro da rede.

As redes Blockchain são geralmente de tamanhos úteis, tornando a possibilidade de manipulação quase impossível. Algumas características importantes do blockchain que o tornam um bom ajuste para o gerenciamento da cadeia de suprimentos incluem o seguinte:

Consenso: Todos os participantes da cadeia de suprimentos aceitam quaisquer transações, sejam elas de armazenamento, transporte, armazenamento ou distribuição, feitas dentro do fornecimento de blockchain como autênticas.

Proveniência: As entidades da cadeia saberão a origem de cada ativo, incluindo quem o manuseou anteriormente e quando. Esses ativos podem ser qualquer coisa, desde direitos autorais a máquinas, joias, trigo, minério de ferro, etc.

Imutabilidade: As entradas dentro de um registro distribuído de blockchain não podem ser exploradas. Consequentemente, ninguém pode falsificar qualquer parte dos dados de estoque da cadeia de suprimentos, transações de pagamento, datas e horários de distribuição ou condições de armazenamento, etc.

  Como configurar aliases no Ubuntu

Finalidade: todas as cópias do livro-razão compartilhado contêm a mesma versão de entradas e transações: essa finalidade que funciona bem para redes de criptomoedas também funciona com redes de cadeia de suprimentos blockchain.

Entendendo o Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos

O gerenciamento da cadeia de suprimentos refere-se aos processos envolvidos no manuseio de todo o fluxo de bens e serviços, desde os componentes brutos até o produto final entregue ao consumidor.

As empresas possuem uma rede de fornecedores que atuam como elos da cadeia que movimenta os produtos desde aqueles que fornecem a matéria-prima até aqueles que estão em contato direto com o consumidor. O processo envolve:

Planejamento: Inclui planejamento e gerenciamento de todos os recursos necessários para atender a demanda de bens ou serviços de uma empresa, além de determinar métricas usadas para medir a eficácia da cadeia de suprimentos.

Sourcing: Seleção de fornecedores e estabelecimento de processos para monitoramento e gerenciamento de relacionamentos. Eles incluem pedidos, recebimento, gerenciamento de estoque e autorização de pagamentos.

Fabricação: entrega de matérias-primas, fabricação do produto real, teste de qualidade, embalagem para envio e agendamento de entrega.

Entrega e Logística: Coordenar pedidos de clientes, agendar entregas, despachar cargas, faturar clientes e receber pagamentos.

Devolução: O processo envolve a devolução de produtos defeituosos, indesejados ou em excesso.

Problemas que afetam as cadeias de suprimentos tradicionais

Alguns dos principais desafios que afetam os processos normais de SCM incluem: as cadeias de suprimentos tradicionais não são ágeis o suficiente, pois não antecipam as rápidas mudanças no mercado, tornando-as caras, intensivas em dados e ineficientes.

Na maioria dos casos, são caracterizados por excesso de papelada e registros conflitantes, causando atrasos devido a processos manuais de conciliação.

#1. Enorme crescimento no comércio eletrônico

Mais do que nunca, os consumidores estão comprando bens e serviços online porque os consideram flexíveis, convenientes e econômicos. A crescente demanda por produtos online exige uma resposta semelhante para atendimento e envio.

O efeito tem sido que a maioria dos fabricantes e expedidores são prejudicados, pois não conseguem atender às demandas, causando gargalos como atrasos recordes em todas as etapas da cadeia de suprimentos.

#2. Inventário Centralizado

As cadeias de abastecimento tradicionais dependem de inventários centralizados que se assemelham aos antigos servidores da Internet, que facilmente perderiam dados sempre que o servidor caísse.

O maior desafio desses estoques é que eles são fáceis de manipular, levando ao risco de fraude em qualquer ponto da cadeia de suprimentos.

#3. Visibilidade limitada ou insuficiente

As empresas B2B e B2C geralmente dependem de várias plataformas e parceiros para ajudá-los a alcançar, atender, enviar e entregar pedidos. Isso geralmente envolve trabalhar com parceiros de manufatura, comércio, varejo e várias transportadoras de frete e encomendas.

Adicione a isso um sistema de planejamento de recursos empresariais e você terá uma situação em que eles precisam lidar com dados de várias fontes. O resultado é a incapacidade de tomar decisões rápidas em diferentes níveis de estoque com base nas demandas dos clientes.

#4. Logística Fragmentada

Depender de vários fornecedores logísticos terceirizados para cumprir diferentes funções geralmente leva a uma cadeia de suprimentos desarticulada que precisa de mais informações para atender às necessidades específicas que possam surgir.

Tentar conectar partes separadas, como gerenciamento de depósito, sistemas de gerenciamento de pedidos ou parceiros de varejo, dificulta que outras partes saibam o que está acontecendo em qualquer outro lugar.

Como Blockchain na Cadeia de Suprimentos Fornece uma Solução para SCM

A tecnologia Blockchain oferece eficiência e transparência, os dois componentes necessários para fornecer integridade e confiabilidade no gerenciamento da cadeia de suprimentos.

O Blockchain torna as cadeias de suprimentos mais eficientes, permitindo que as empresas eliminem terceiros de concluir transações e negociar diretamente entre si usando contratos inteligentes.

A tecnologia promove maior integração de serviços logísticos e financeiros, levando a uma maior cooperação de dados entre as partes envolvidas.

As empresas podem incorporar tags de identificação por radiofrequência (RFID) com blockchain para ajudar a rastrear itens automaticamente.

O uso de soluções de pagamento integradas reduzirá significativamente o tempo entre a colocação de um pedido e o processamento do pagamento, garantindo a movimentação adequada e oportuna dos produtos concluídos. O resultado é maior compliance, redução de multas e honorários advocatícios e eliminação de fraudes e falsificações.

Benefícios do Blockchain na Cadeia de Suprimentos

A tecnologia Blockchain tornou-se disruptiva na maioria dos setores devido ao seu potencial para tornar os processos eficientes, seguros e simplificados. Pode se tornar instrumental no gerenciamento da cadeia de suprimentos, onde as unidades que se deslocam da fonte ao usuário final devem passar por vários parceiros.

  Procure qual música estava tocando durante uma cena em um filme ou programa de TV

A Blockchain coleta e protege dados de todas as partes envolvidas na cadeia de suprimentos, permitindo que os parceiros compartilhem e sincronizem informações importantes para que os produtos possam ser entregues na capacidade máxima.

Ao se tornar o ponto único para acessar e compartilhar todas as informações, o blockchain agiliza os processos de comunicação de uma forma que não foi experimentada na cadeia de suprimentos e nas indústrias de compras.

A seguir estão alguns benefícios do blockchain na cadeia de suprimentos:

#1. Maior segurança

A tecnologia Blockchain fecha brechas e elimina a possibilidade de qualquer participante da cadeia de suprimentos contornar os regulamentos estabelecidos.

Alguns exemplos tangíveis incluem a incapacidade de adulterar dados, como a criação de produtos ou funcionários fantasmas. Blockchain habilitou isso criando uma trilha de auditoria transparente que está aberta a todos os participantes para cada ação que não pode ser manipulada.

A segurança que sustenta a tecnologia blockchain torna impossível para qualquer um falsificar uma entrada, já que um hacker deve alterar simultaneamente centenas, senão milhares, de cópias, uma ação praticamente impossível.

#2. Sustentabilidade

O Blockchain aumenta a sustentabilidade ajudando os gerentes da cadeia de suprimentos a encerrar qualquer forma de prática antiética ou ilegal.

O livro-razão distribuído facilita a rastreabilidade incomparável, o que ajuda a reduzir qualquer forma de atalhos, práticas insalubres e ilegalidades dentro da cadeia.

#3. Objetividade

O uso do blockchain garante que os gerentes tomem suas decisões usando dados objetivos e verificáveis, reduzindo assim as chances de qualquer forma de entrada baseada em informações ulteriores ou não corroboradas para maximizar os lucros.

#4. Precisão

Todos os dados dentro do blockchain da cadeia de suprimentos serão transmitidos em tempo real entre os participantes, o que significa que todos na rede têm acesso simultâneo às informações atuais.

Isso aumenta a possibilidade de precisão, pois nenhuma parte precisa enviar um e-mail à outra para perguntar sobre a posição de um item na cadeia de suprimentos. Depois que os dados são inseridos, todos os envolvidos confiam neles, pois são criptografados e, portanto, não podem ser alterados.

#5. Eficiência

A imutabilidade dos registros dentro do blockchain significa que nossos registros são confiáveis. Todos os processos de fabricação, armazenamento, fornecimento, distribuição e varejo também podem ser integrados ao blockchain para criar um registro compartilhável permanente para cada transação entre eles.

Consequentemente, os dados são acessíveis a todos os atores da cadeia de suprimentos e reduzem a necessidade de burocracia estressante, melhorando significativamente a eficiência em toda a rede.

#6. Transparência e Rastreabilidade

O Blockchain aumenta a rastreabilidade e a transparência de todos os procedimentos dentro dessa cadeia de suprimentos por meio de seu registro rastreável digitalmente. Torna-se mais fácil rastrear qualquer produto à medida que ele atravessa a cadeia de suprimentos, pois qualquer participante pode identificar onde ocorre qualquer incidente ao longo do caminho.

Rastreabilidade e rastreabilidade são especialmente importantes em incidentes de segurança de medicamentos ou alimentos, e o blockchain pode impedir que eles aconteçam em primeiro lugar.

Essa tecnologia emergente promove a segurança e a sustentabilidade dos produtos, pois podem ser examinados desde a primeira etapa da cadeia até o produto acabado.

#7. Confiança do consumidor

Como o blockchain permite que as empresas verifiquem tudo, desde a matéria-prima até o produto final, elas podem ter certeza de que seus produtos não violam nenhuma diretriz ou são adulterados ao longo do caminho, garantindo assim que o negócio esteja protegido contra danos à reputação.

Isso também pode incluir conformidade política, já que muitos órgãos políticos regionais, como a Comissão Europeia, já estão começando a criar e desenvolver conformidade com blockchain em todo o território para determinar como os negócios são conduzidos em seus territórios.

#8. Segurança financeira

O Blockchain pode agilizar os procedimentos, para que todas as partes tenham mais controle, tornando a cadeia de suprimentos mais dinâmica e robusta. Cada participante pode monitorar cada pagamento feito dentro do blockchain.

Com isso, o fornecedor se sentirá amparado durante o processo de compra e será obrigado a esperar mais do que o necessário para receber o pagamento.

Alguns desafios para Blockchain na cadeia de suprimentos

Só porque uma boa tecnologia está disponível não significa que todos já a estão usando. Alguns desafios enfrentados pela adoção do blockchain na cadeia de suprimentos incluem o seguinte:

Falta de uniformidade: embora alguns participantes possam ter adotado tecnologias como chips RFID, outros participantes da cadeia de suprimentos ainda operam usando registros em papel nos pontos mais integrais, o que significa que a adoção completa ainda precisa ser aprimorada.

  Como exportar ou excluir seu histórico de pesquisa do Outlook.com

Ignorância: Muitos líderes existentes no SCM ainda não entendem o blockchain. Outros ainda acreditam que é apenas uma moda passageira e ainda estão esperando que passe, enquanto outros continuam lucrando com o “hype”.

Custo de oportunidade: Por mais que possa haver várias partes interessadas, algumas hesitam em investir seu tempo e dinheiro em uma tecnologia que ainda está em desenvolvimento. Esses acreditam que investir em uma tecnologia nascente é muito arriscado – pelo menos até que finalmente ganhe aceitação universal.

Obstáculos legais: ainda existem desafios práticos e legais que o blockchain enfrenta em várias jurisdições. Como tal, as empresas interessadas devem contratar especialistas para educar seus departamentos jurídicos sobre blockchain e como ele faz negócios.

Jogo de Espera: Para a maioria dos outros, é simplesmente um jogo de esperar para ver o software e seus padrões até que eles se convençam.

Como Implementar Blockchain na Cadeia de Suprimentos

A menos que você esteja administrando uma pequena empresa com logística simples, pode precisar de blockchain no SCM. Se for esse o caso, você pode usar nosso procedimento simples de implementação.

Passo 1: Determinação do Caso de Uso

Decida quais objetivos você pretende alcançar usando o blockchain, descrevendo o que entre seus processos SCM existentes precisa ser melhorado pelo blockchain.

Passo 2: Desenvolvimento da Arquitetura

Em seguida, você deve determinar as características do blockchain que implementará para atingir seus objetivos. Isso incluirá privacidade de dados, mecanismo de consenso, métodos de autenticação, entradas/saídas de dados e os DApps que você desenvolverá.

Passo 3: Criando o Aplicativo

A próxima etapa envolverá o envolvimento de um desenvolvedor e a implementação do blockchain. Considere contratar uma empresa de desenvolvimento para ajudar a criar e integrar a tecnologia em seu sistema de gerenciamento de cadeia de vendas.

Etapa 4: implantação

Depois de ter o projeto finalizado pela equipe de desenvolvimento, você precisa executar um projeto piloto para sentir como ele funciona e o que precisa ser melhorado antes da implementação completa.

Indústrias onde Blockchain na Cadeia de Suprimentos será uma Solução

A Iniciativa de Rastreabilidade de Alimentos do Walmart oferece o melhor exemplo de como o blockchain pode ser implementado. O supermercado gigante pode rastrear e rastrear produtos em toda a cadeia de suprimentos, desde a fazenda até a prateleira do supermercado, usando as soluções blockchain da IBM.

O blockchain do Walmart em SCM cobre todos os aspectos monetários, de commodities, documentais, personalizados e informativos da cadeia de suprimentos.

Além de reduzir o tempo gasto para rastrear a origem de todos os produtos, diminuiu os pesadelos e custos logísticos e aumentou a confiança do cliente.

Outras indústrias que podem se beneficiar do blockchain na implementação da cadeia de suprimentos incluem joias, produtos farmacêuticos e manufatura.

O Futuro do Blockchain na Cadeia de Suprimentos

À medida que o mundo muda e as indústrias continuam a crescer em ritmo acelerado, fica cada vez mais evidente que as empresas que administram cadeias de suprimentos devem se tornar ágeis o suficiente para remodelar seu pensamento e mercado de forma proativa.

A capacidade do Blockchain de revolucionar as cadeias de suprimentos, introduzindo um melhor fluxo de informações e reduzindo o desperdício, a fraude e a má administração, torna-se uma engrenagem importante no futuro.

Para os fabricantes cujas cadeias de suprimentos estão lidando com desaceleração ou seus consumidores criticando o aumento de preços devido à logística, o blockchain oferece uma solução pronta.

Como as cadeias de suprimentos podem impactar significativamente os produtos que chegam ao consumidor de forma mais segura, rápida e acessível, o blockchain na cadeia de suprimentos desempenhará um papel de liderança nos negócios que lidam com produtos de consumo e outros materiais industriais.

Palavra final

A indústria da cadeia de suprimentos está enfrentando a questão mais desafiadora de adotar a tecnologia blockchain. A tecnologia oferece muitas vantagens que podem ajudar as empresas a enfrentar seus desafios de SCM existentes.

No entanto, quanto mais as empresas adotarem o blockchain, mais preciso será o caminho para todos os outros que estão em cima do muro. Cada empresa deve considerar se possui algum processo que a tecnologia possa impactar significativamente e se há uma necessidade real de implementação.

A seguir, você pode conferir bons recursos para aprender blockchain e obter certificação.