A web antes da web: uma retrospectiva do Gopher

Antes do rápido crescimento da World Wide Web na década de 1990, um protocolo chamado Gopher tornou a Internet fácil de usar, combinando os recursos online do mundo. Aqui está o que o tornou especial e por que foi rapidamente eclipsado pela web.

O que é Gopher?

Gopher é um sistema de diretório cliente/servidor lançado em 1991. Ele permitia que as pessoas navegassem rapidamente pelos recursos da Internet. Ao usar um cliente Gopher, você veria um menu hierárquico de links que levavam a documentos, aplicativos baseados em telnet, sites FTP ou outros servidores Gopher. Você também pode pesquisar no “Gopherspace” para encontrar documentos em vez de procurar nos servidores FTP um por um.

Um grupo de programadores – liderados por Mark P. McCahill e incluindo Farhad Anklesaria, Paul Lindner, Daniel Torrey e Bob Alberti – criou o Gopher enquanto trabalhava para o Universidade de Minnesota departamento de suporte a microcomputadores.

Eles foram encarregados de criar um sistema de informações para todo o campus baseado em orientações ambíguas de administradores, que tinham preferência por grandes computadores mainframe. Em uma virada rebelde, a equipe desenvolveu uma abordagem leve e distribuída que usava hardware de computador pessoal barato.

Os desenvolvedores chamaram seu novo sistema de “Gopher” (“Golden Gophers” é o nome do time de esportes da universidade) para ganhar o apoio de seus chefes céticos.

“Como eles poderiam argumentar com isso?” disse McCahill, que falou com How-To Geek por telefone.

Gopher também é um homônimo para “gofer”, que significa alguém que busca coisas para os outros, que é exatamente o que o sistema Gopher foi projetado para fazer.

Os recursos da Internet ficaram mais fáceis de encontrar

Antes do Gopher, as pessoas geralmente recuperavam documentos e programas da Internet, um por um, por meio de vários Servidores FTP localizados em todo o mundo. Também havia textos personalizados Telnet aplicativos, como catálogos de cartões de biblioteca, diretórios de alunos, interfaces de banco de dados e jogos MUD. No entanto, não havia um sistema unificado para reunir todos esses recursos.

Como combinou todos esses recursos da Internet de uma maneira fácil de usar que não exigia nenhuma entrada de dados em um banco de dados centralizado e estruturado, o Gopher foi um verdadeiro avanço. Você pode pesquisar no Gopherspace ou simplesmente navegar em um sistema Gopher por meio de uma série de menus e ver aonde ele leva.

A Gopher também era flexível o suficiente para atender às necessidades de outras organizações que buscavam um sistema semelhante. Assim, quando a Universidade de Minnesota lançou publicamente o software Gopher gratuitamente, seu uso cresceu rapidamente em todo o mundo.

“Tínhamos a solução certa e simples para uma necessidade que estava se tornando geral”, disse McCahill.

A popularidade de Gopher antecedeu a Web

Outra tecnologia de internet, a World Wide Web, também estreou em 1991. Foi criada por Tim Berners-Lee na CERN na Suíça.

Como o Gopher, um cliente WWW (que agora chamamos de navegador da web) pode reunir recursos descentralizados da Internet de todo o mundo. Ao contrário do Gopher, porém, a WWW usava um modelo centrado em documentos.

Em vez de um menu hierárquico, cada servidor entregava uma série de documentos de texto apimentados com links de hipertexto para conectá-los. Foi mais um passo para descentralizar a distribuição de documentos e arquivos. No entanto, a utilidade da WWW em um mundo online baseado em texto, acessado principalmente por meio de terminais seriais, não era imediatamente óbvio.

Quando a WWW foi lançada ao público pela primeira vez em agosto de 1991, não fez muito barulho. McCahill conhecia Berners-Lee de conferências e revisou a tecnologia WWW, mas a rejeitou como inexpressiva naquele estágio.

Enquanto isso, o Gopher rapidamente conquistou uma posição entre instituições acadêmicas e governamentais, que eram os principais usuários da Internet na época. Ele rapidamente se tornou um aplicativo matador no front-end dos sistemas de bibliotecas universitárias, que dependiam muito de dados estruturados.

A internet era quase completamente não comercial naquele momento.

“Quando estávamos fazendo o Gopher”, explicou McCahill, “haviam políticas de uso secundário de que você não pode fazer atividade comercial na rede da National Science Foundation que ligava todas as universidades. Então, havia proibições contra fazer coisas comerciais.”

Nesse reino estruturado e sem fins lucrativos, Gopher prosperou. Devido à largura de banda limitada, a internet ainda não era uma experiência multimídia, então o Gopher era a ferramenta perfeita para explorar a versão inicial baseada em texto.

Mesmo em 1993, quando a internet se tornou grande o suficiente para atrair atenção fora dos círculos acadêmicos e de pesquisa, muitos na imprensa apontavam o Gopher como o elemento mais estabelecido e fácil de usar.

A Web ainda não era considerada a principal tecnologia da Internet, embora isso tenha mudado muito rapidamente.

Como a World Wide Web superou o Gopher

UMA Um servidor Gopher no NCSA Mosaic v1.0, por volta de 1995.

Ao longo de 1992-93, Gopher rapidamente ganhou popularidade. A equipe principal original de desenvolvedores, juntamente com alguns voluntários, continuou seu desenvolvimento e manutenção, mas logo ficaram sobrecarregados.

Para compensar os custos, a universidade decidiu que começaria a cobrar uma taxa de licenciamento para cada servidor Gopher com fins lucrativos em uso. Esta decisão foi recebida com confusão e protestos. Manchou o nome de Gopher e marcou o início do fim de seu crescimento.

Enquanto isso, o WWW cresceu exponencialmente em popularidade à medida que suas tecnologias continuaram a evoluir. Em 1993, o NCSA lançou mosaico, o primeiro navegador da Web com suporte a gráficos em linha, que coincidiu com a ampla adoção do Windows em PCs de consumo. Ao contrário do Gopher, que coletava e organizava principalmente recursos, a WWW era uma plataforma de publicação. Com gráficos agora na mistura, a WWW poderia ser facilmente adaptada para uso comercial.

A incrível popularidade de Gopher com as bibliotecas logo no início colocou a equipe no caminho errado. Eles imaginaram reunir todos os recursos de informações não comerciais do mundo em um sistema unificado.

“O que estava realmente acontecendo na cabeça de muitas pessoas não era ‘eu quero ir à biblioteca’”, disse McCahill. “Era, ‘Ei, esta é uma plataforma para publicidade e negócios.’ Nós não conseguimos isso até um pouco tarde demais no jogo.”

Eles não perceberam a rapidez com que a WWW seria adotada para fins comerciais, o que impulsionou seu rápido crescimento entre as empresas e o público em geral. Quando isso ocorreu na equipe Gopher, já era tarde demais para o protocolo inicial de Minnesota. O crescimento do seu servidor começou a estagnar por volta de meados de 1994, quando a WWW explodiu.

O último prego no caixão pode ter sido que novos navegadores, como o Mosaic, suportavam nativamente o protocolo Gopher. Isso fez com que o Gopherspace parecesse um subconjunto da plataforma WWW. Você também pode criar facilmente menus de links em uma página da Web, então, nesse ponto, o Gopher não poderia fazer nada que a WWW não pudesse.

O sucesso da Web tem um preço

À medida que a WWW ultrapassou Gopher, Berners-Lee também se tornou uma figura bem conhecida, a par de outros grandes inventores. Ele foi até mesmo premiado com o título de cavaleiro em 2004. Enquanto isso, McCahill continuou sua carreira acadêmica relativamente discreta, mas distinta, em computação e agora trabalha na Universidade Duke. Ele acha que o sucesso da WWW foi inevitável devido à sua natureza comercial, e ele concorda com isso.

Outros pioneiros da internet – como o criador do Mosaic, Marc Andreessen – saltaram da academia para o Vale do Silício para seguir a trilha do dinheiro. McCahill, no entanto, está feliz com o caminho que escolheu:

“Eu olhei para isso e disse: ‘Sabe, estou realmente mais feliz fazendo coisas que estão a serviço da pesquisa e da educação do que tentando obter anúncios de venda super ricos”.

Berners-Lee também escolheu o caminho do serviço público, mas McCahill observou que o sucesso da WWW colocou um fardo pesado em seus ombros.

“Talvez seja outra razão pela qual estou bem com a web derrotando Gopher”, disse McCahill. “Eu não tenho coisas como o Facebook e sua plataforma de vigilância armada diretamente na minha consciência.”

É verdade que a próxima camada de inovação na internet – mídia social – reformulou completamente nossa sociedade.

“Nenhuma das pessoas que inventaram essa tecnologia está feliz com o desempenho da mídia social”, disse McCahill.

Não está completamente morto

Acredite ou não, ainda existem servidores Gopher na internet, mas eles são principalmente executados por nostalgia. Como os navegadores modernos não suportam o protocolo, você também precisará obter um cliente autônomo ou um plug-in de navegador para explorar o Gopherspace.

Um ótimo lugar para começar é o projeto Overbite, onde você encontrará plug-ins Gopher para muitos navegadores modernos e até mesmo um cliente para telefones Android. O melhor servidor para verificar primeiro é gopher://gopher.floodgap.com.

Divirta-se no Gopherspace!